O mundo, com o seu sistema perverso, matou Jesus. Esse mundo assassino não suporta o seu amor, esse mundo interesseiro não sustenta o seu altruísmo, esse mundo dissimulado não acolhe a sua verdade.

O duelo de Jesus com o mundo foi um duelo no campo das vontades: Jesus ensinando as pessoas a fazer a vontade de Deus e as pessoas fazendo pressão em Jesus para que as vontades delas fossem realizadas. Jesus não fez nada para agradar, conquistar e impressionar, tudo o que Ele fez foi por amor e isso não foi assimilado por ninguém. Eles queriam usar Jesus para os seus interesses, para suas vontades e realizações dos seus desejos. Quando essa expectativa foi esvaziada pelo próprio Jesus, eles o abandonaram, eles o mataram. O egoísmo falou mais alto, Jesus antes de ser crucificado já enxergava isso: “Jerusalém, Jerusalém que matas os seus profetas e apedrejas os que querem o seu bem, quantas vezes eu quis ajuntar vocês como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das suas asas e vocês não quiseram”.

Semana passada uma pessoa me perguntou: pastor Aramis qual é o maior problema da nossa sociedade? Matar Jesus todos os dias pela falta de amor ao próximo, cada ato de desamor é uma crucificação. A Deus toda Glória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *